Saiba o que você deve considerar ao fazer um intercâmbio para dar um upgrade na carreira

Fazer um intercâmbio

Eis, que depois de dois anos trabalhando em uma rádio fui demitida em meio a uma das mais longas crises que esse país já passou. Eu não estava sozinha. Além de milhões de pessoas pelo Brasil, boa parte dos meus colegas de trabalho amarguraram a mesma situação que eu: estávamos desempregados em um péssimo momento. E foi aí eu decidi transformar essa situação em oportunidade e resolvi fazer um intercâmbio.

Este era um plano que já estava na gaveta há algum tempo. Com a rescisão e um dinheiro que eu havia guardado, resolvi que ia mesmo viajar. É claro que a realidade da moeda desvalorizada bateu na minha cara e mostrou que só seria possível ir por um curto período, mas fui assim mesmo, e foi uma das melhores decisões que já tomei na vida.

Nesse texto vou listar algumas coisas que aprendi e que vou levar para a vida profissional e pessoal depois de fazer um intercâmbio.

O que muda na sua vida após fazer um intercâmbio

Planejamento

Não tive muito tempo para planejar, mas consegui fazer mais coisas do que pensei com o mesmo orçamento. A administração de tempo e dinheiro em um lugar fora da sua zona de conforto te ensina muito sobre prioridades. Tomar decisões torna-se um exercício diário.

Flexibilidade

Outro país, outra cultura, outras pessoas de outros lugares… e assim sucessivamente. Conviver com o diferente diariamente te ensina muito sobre tolerância e paciência. Além de agregar uma preciosa bagagem cultural, você aprende a se adaptar.

Autoconfiança

Depois de perceber as coisas que você é capaz de fazer sozinho fora da sua zona de conforto, a perspectiva dos desafios muda completamente. Há um aumento da autoconfiança em relação às suas habilidades e capacidade para encarar velhos e novos problemas após fazer o intercâmbio.

Mudança de perspectiva

Tudo fica diferente. Uma nova postura agrega outra visão de mundo e os objetivos ficam mais claros. Parece que nada muda, mas tudo fica diferente. Se puder sair de sua cidade ou do país por um tempo, vá, apenas vá, mesmo que por um curto período.  Permita-se mudar.

E o que se deve levar em conta ao decidir fazer um intercâmbio?

E aí, você decidiu e já quer ir estudar outro idioma fora do país, mas ainda não tem ideia de como se decidir. Várias perguntas que vão surgindo ao longo do caminho, e isso é completamente normal. Confira as principais dúvidas que eu tive quando fui fazer um intercâmbio:

Será que vale a pena mesmo fazer um intercâmbio de curta duração?

Eu me fiz essa pergunta várias vezes, e para mim era a única opção no momento. Em alguns casos chega a ser um pouco mais caro, mas depois do período que passei fora a minha resposta é única e categórica: SIM! Vale a pena. Nada substitui a experiência de viver um novo idioma diariamente.

O que devo considerar na hora de escolher o país?

Isso depende da sua personalidade, do seu orçamento, etc. A Irlanda dá visto de trabalho para estudantes que vão ficar no mínimo seis meses, mas o clima não é dos melhores. Estados Unidos e Austrália pedem o visto, que pode não ser aceito. Primeiro defina seus objetivos e então compare os países: custo de vida, cultura, etc.

Como eu escolho a agência de intercâmbio?

É importante pesquisar de preços e condições das agências. Procure na internet pessoas que tenham ido com as empresas que você pensa em ir fazer um intercâmbio e pergunte tudo. Uma boa agência pode fazer a diferença em emergências. Também é possível negociar direto com as escolas de idioma, o que pode sair um pouco mais barato.

E em relação à escola de idiomas?

Basicamente existem três tipos de escolas: Budge, Smart e Premiun. O primeiro é o mais barato e não garante a melhor infraestrutura, o segundo oferece o melhor custo benefício e o terceiro representa as top de linha. Pergunte a sua agência quais são as opções disponíveis e os métodos de ensino para fazer o intercâmbio.

Está em dúvida sobre qual agência escolher e quer pesquisar preços? Então dá uma olhada nesta lista do Já Fez as Malas e confira quais são as 8 melhores agências de intercâmbio do país!

O que devo priorizar no planejamento?

Leve em consideração que você deve pagar a agência (se tiver escolhido ir com uma), custos com visto (se decidiu ir para um país que pede o visto), seguro viagem (algo indispensável), passagens, alimentação e lazer.

O valor diário de gastos depende do custo de vida de cada lugar. É possível planejar com um ou dois meses de antecedência. Eu fiz isso, mas quanto antes, melhor.

Está planejando um intercâmbio?

Quer fazer um intercâmbio? Se você ainda está em dúvida sobre como começar a pesquisar a viagem ideal para sua carreira ou sobre qual agência contratar, recomendo que olhe essa lista com as melhores empresas que oferecem este serviço.

Caso sua ideia seja estudar fora por uma faculdade, este artigo aqui também pode ser ideal para você.

Sentiu falta de alguma outra dica? Comenta aí e tentamos te ajudar!

Gostou do post acima? Então, junte-se ao nosso clã de hackers e
RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS PARA SUA VIDA PROFISSIONAL